Scrum: erros mais comuns ao utilizar a metodologia

Hoje falaremos para você sobre Scrum e os erros mais comuns ao utilizar este framework, esperando que você possa aprender com eles.

Te soaria louco se eu te dissesse que você pode tirar bons resultados dos seus erros? Pois com o Scrum, ao agir com inteligência e cautela pode ser assim. Não é vergonha para ninguém cometer erros: eles podem nos ser fontes de sabedoria e aprendizado. O problema não está necessariamente em errar, mas sim em como reagir. É por isso que hoje falaremos para você sobre Scrum e os erros mais comuns ao utilizar este framework, esperando que você possa aprender com eles.

1. Fazer tudo “by the book”

Nem sempre fazer tudo de acordo com o manual vai nos levar aos resultados esperados. Apesar disso, muitas vezes insistimos em seguir passos já determinados acreditando que os efeitos serão iguais aos de quem fez isso antes de nós. O problema é que o mundo dos negócios não é uma ciência exata, e é por isso que você deve levar em conta a sua experiência, bem como as suas demandas, ao iniciar qualquer processo. Estratégia e execução devem estar alinhadas e condizentes com a sua realidade, e não com teorias que possam te parecer distantes.

Não adianta seguir a teoria à risca, pois afinal negócios diferentes possuem demandas diferentes.  É por essa razão que o Scrum, por exemplo, é um framework que dá certo com tanta facilidade em diferentes áreas. Sua versatilidade e adaptabilidade garantem que seja fácil se ajustar a qualquer necessidade, mostrando que não são regras fixas que te levarão ao sucesso, mas sim a facilidade de reagir e se adaptar a diferentes planos.

É óbvio que conhecer a teoria do Scrum é fundamental, mas no final, você obterá muito mais resultado se souber adaptá-lo às suas necessidades ao invés de seguir seus conceitos como se fosse apenas uma lista de afazeres. Se você ainda está começando, invista em obter experiência.

Se você já tem experiência, invista em aprimorá-la. Tanto o Scrum, quanto OKRs e Milestones precisam ser executados levando em conta a SUA experiência. Entenda isso e veja como as coisas funcionam de forma mais natural.

2. Implementar o Scrum “de uma vez”

Até mesmo as pessoas mais experientes erram quando se trata de promover processos que envolvem mudanças e novidades. Tudo que é novo pode nos trazer entusiasmo, resultados e otimismo, mas também pode nos confundir e nos levar a equívocos se não tivermos o desempenho adequado. Não se afobe: ninguém nasceu sabendo tudo, e é por isso que devemos investir em nosso processo de aprendizado.

Com o Scrum não é diferente: comece pequeno, veja o que funciona para você e aprenda a implementar os processos com calma. A partir daí, quando já tiver o mínimo de experiência com um time ou dois, confie em seu conhecimento e comece essa mudança de maneira adaptável para a empresa toda. Para fazer as coisas direito, é necessário o mínimo de conhecimento. Por isso invista em muito estudo antes de iniciar qualquer mudança: isso te dará segurança e você saberá o que deve fazer.

3. Não executar os rituais da metodologia

No Scrum, nada existe por acaso. Seus rituais seguem essa mesma lógica: eles existem para gerar valor às suas entregas e tornar possível a melhoria contínua através de seus ciclos iterativos. É através dos Dailys, por exemplo, que entendemos a que pé está o time, obtemos transparência na execução de tarefas e sabemos se estamos atrasados, adiantados ou no tempo esperado.

Já a Review nos mostra o que executamos durante o ciclo passado, além de como, porquê e também quais foram nossos problemas. A Retrospectiva nos mostra o aprendizado do Sprint, e o Planning nos leva a priorizar de forma correta o que deve ser executado. Tudo isso tem sua função, como foi explicado acima, e por isso também tem seu valor.

É realizando esses eventos que entendemos na prática o porquê deles se fazerem tão necessários para a metodologia funcionar. Não os deixe de fazer por conveniência, mas também não os realize só por obrigação: dê espaço para a metodologia te mostrar como ela faz as coisas funcionarem da maneira certa e colha os resultados disso.

4. Não promover feedbacks adequados

O pilar do Scrum é a transparência, e o pilar da transparência é o diálogo. Ao se tratar de Scrum, outro dos erros mais comuns é não alimentar esse ciclo de diálogos. Os feedbacks são formas essenciais de repassar informação: eles apontam erros, acertos e indicam melhorias. Promova-os de forma constante como parte da cultura da sua empresa: muitas vezes, projetos falham por falta de comunicação, e os feedbacks são a forma ideal de lidar com esse problema. É por serem tão necessários que eles devem ser executados de maneira correta, com empatia, paciência, profissionalismo e objetividade. Devemos lembrar que existe alguém do outro lado ouvindo o que estamos dizendo. Dê feedbacks negativos e críticas construtivas em privado, mas faça seus elogios em público. Entenda que esse é um momento que deve ser pautado no crescimento profissional e do time, e não em razões pessoais. Tanto ao dar quanto ao receber feedbacks, use esse momento como fonte de evolução.

5. Implantar a metodologia, mas não transformar a cultura

Para funcionar, o Scrum depende, sobretudo, de uma cultura forte e sólida. É fundamental que haja liberdade entre os colaboradores, transparência, diálogo constante e comprometimento. Promova uma cultura que alimente a vontade de cada um dar o melhor de si.  Não incentivar isso não compromete apenas o Scrum, mas é um dos erros mais comuns em qualquer tipo de gestão. Essa dica vale independentemente da metodologia: é uma dica para a vida.

Esse é um dos ensinamentos que os Métodos Ágeis nos trazem: errar, mas aprender e corrigir ainda mais rápido que o seu erro. Ninguém está imune a erros: até mesmo pessoas experientes com o Scrum e o Ágil cometem erros dos mais simples aos mais perigosos. É por esta razão que é importante estar sempre aberto a reflexões. Elas nos permitem aprender com nossos erros e, por incrível que pareça, tirar deles os melhores resultados.

Inscreva-se na nossa newsletter

Vamos te enviar os melhores insights
Oops! Something went wrong.
Não se preocupe, não vamos te mandar SPAM!