Papéis no Scrum: quem faz o quê?

Se você quer utilizar o framework ágil mais popular do mundo, é fundamental conhecer a fundo os papéis no Scrum, suas funções e responsabilidades.

Que o Scrum é o método ágil mais popular do mundo, todos que trabalham na área sabem. Grande parte disso se dá pelo fato de ser um framework simples e que se adapta a qualquer realidade. Outra razão é o de só termos três papéis no Scrum: o Product Owner, ou PO, o Scrum Master e os Desenvolvedores (ou Time Scrum).

Então, para utilizarmos o Scrum corretamente, é importante conhecermos a fundo esses papéis, suas funções e responsabilidades.

O Product Owner

A função do Product Owner é a de ser a voz do cliente dentro do time. É ele quem garante que os esforços da equipe gerem valor ao negócio. Ele é o responsável por criar as tarefas a serem realizadas, sempre centrado nas necessidades do cliente.

O PO também descreve os critérios de aceitação de cada tarefa (para o time saber quando a tarefa está efetivamente pronta) e prioriza quais gerarão mais valor aos clientes. Além disso, ele é o único que tem o poder de dizer se a tarefa gera o valor necessário ou não. Ele é dono do Produto, não do processo.

O Scrum Master

Outra função de liderança no Scrum é necessária para direcionar o time para que o trabalho seja realizado de acordo com as melhores práticas do Scrum, de maneira a guiar a equipe para os resultados desejados. O Scrum Master é um líder-servidor que tem como função auxiliar o time para que estes sigam as melhores práticas do Scrum, tornando o trabalho mais relevante e ágil.

Mas o que é um líder-servidor? Um líder servidor é aquele que permite que haja no time um sistema de cooperação mútua e contínua, no qual o líder e a equipe tem o mesmo poder de fala e influência nas decisões, possibilitando a adoção de práticas e políticas mais eficientes. E como o Scrum Master deve agir para atingir isso?

Primeiramente, valorizando as ideias e opiniões do time ao incentivar a inovação e a criatividade, fortalecendo o respeito pelas diferenças e construindo relações de confiança.  Em segundo lugar, possuindo um poder de persuasão elevado, através do poder de comunicação e do questionamento. Em terceiro, reconhecendo as necessidades, de forma de manter a gestão alinhada ao que realmente importa. Identificando e preparando outros líderes servidores dentro da própria equipe, de modo a torná-la mais independente. E por fim, pensando no indivíduo de forma completa, não apenas profissional, percebendo e agindo diante de problemas e necessidades pessoais. Para isso, é fundamental uma grande inteligência emocional.

Desenvolvedores (ou Time Scrum)

Os Desenvolvedores (novo nome dado ao Time Scrum) são os responsáveis pela entrega do produto. O time é tipicamente composto de 3 a 9 pessoas. Cada um possui habilidades multifuncionais, o que permite executar as tarefas necessárias sem o apoio de outros times. Os membros são responsáveis pelo trabalho operacional (analisar, projetar, desenvolver, testar técnicas de comunicação, documentos, etc.). Nós recomendamos que a equipe tenha liberdade de se autogerir (quem sabe melhor as necessidades do time do que o próprio time?), mas que muitas vezes trabalham com alguma forma de projeto ou gestão de equipe.

O que fazer com isso tudo?

Conhecendo cada papel no Scrum, conseguimos ter um entendimento muito maior desse framework para escolhermos quem deveria ocupar cada um desses papéis dentro de cada time na sua empresa. Agora você tem uma noção um pouco mais aprofundada sobre como funciona o Scrum e está mais perto de alcançar seus melhores resultados. Em conclusão: com esses papéis definidos, você já consegue começar a implementar o Scrum em sua empresa! Conte com o Roads para te ajudar em cada passo do seu caminho.

Inscreva-se na nossa newsletter

Vamos te enviar os melhores insights
Oops! Something went wrong.
Não se preocupe, não vamos te mandar SPAM!