Desmistificando a Criação de Milestones

Queremos criar objetivos e ver os colaboradores serem guiados por eles. Acertar na criação de Milestones é essencial para isso.

Hoje em dia, a estratégia empresarial está em foco.

Atualmente, todos falam sobre propósito, missão, visão, valores, sobre entender o que os colaboradores pensam e suas necessidades. Nesse post, iremos te explicar como a criação de Milestones feita corretamente vai ajudar sua empresa a chegar no ponto em que tudo isso fique alinhado.

O que muitas vezes não é falado é sobre como alinhar a estratégia e execução da empresa, de modo que a estratégia contribua para a execução e vice-versa. Não queremos criar objetivos para não alcançá-los. Por outro lado, queremos criar objetivos e ver os colaboradores sendo guiados por eles, priorizando as tarefas que vão contribuir para isso. E para isso vamos te ensinar tudo sobre a criação de Milestones.

É aí que entram as Milestones.

Entregas claras que estão obrigatoriamente ligadas à realização de um objetivo e seus resultados-chave. Com a criação de Milestones, o elo entre o que se deseja e o que se executa acaba surgindo.  Sendo assim, cada vez mais o trabalho seja direcionado para o que realmente importa. Em geral  esse é o sonho de todo empreendedor moderno, mas muitas vezes o caminho para que se crie esse elo de ligação é confuso, cinzento e nebuloso. Sendo assim,  nosso objetivo com este texto é mostrar como é simples e intuitivo criar isso.

Com isso, vamos tomar como exemplo um time de marketing de uma empresa ainda na fase de criação, indo para o mercado. Eles tem como objetivo do primeiro trimestre “Mostrar para as pessoas como nossa empresa funciona”, e três resultados-chave:

  • atingir 3.000 visitantes no site
  • ter uma conversão de 10% de visitantes para leads
  • obter leads de pelo menos 3 países.

Dessa forma, os líderes com esses objetivos em mente, pensam nas possíveis entregas que, quando realizadas, os farão chegar mais perto desse objetivo e resultados-chave, como por exemplo “montar um blog atrativo”.

Com base nessa Milestone, devemos simplificar essa entrega em tarefas menores, que, quando executadas, vão fazer com que a entrega seja executada completamente.

Dessa forma, a maior dificuldade encontrada quando uma empresa vai adotar o uso de Milestones é exatamente não entender como ela funciona como um elo de ligação entre a estratégia e a execução, sem pertencer a nenhum dos dois, mas influenciando ambos.

Como fazer isso?

Sendo assim, para facilitar o entendimento, vamos usar o exemplo anterior. No exemplo citado,  temos como objetivo mostrar para as pessoas como nossa empresa funciona, e uma Milestone de montar um blog atrativo, que tem como tarefas, por exemplo:

  • “criar página inicial do blog”
  • “montar estrutura de post”,
  • “criar página dos autores com foto e descrição”
  • “escrever 5 posts iniciais”.

Como maneira de manter o conteúdo fresco, vamos relembrar nossos passos até aqui, primeiro nós tínhamos que ter um objetivo definido com seus Resultados-chave. A partir desse objetivo, criamos Milestones complexas que, dentre esse e outros motivos, quando finalizadas, vão nos levar na direção de completar o objetivo. A partir dessa entrega, nós a dividimos em tarefas menores, executáveis e bem descritas para que nossos colaboradores saibam exatamente o que deve ser feito para completá-la, gerando valor e nos deixando cada vez mais próximos do nosso objetivo.

Inscreva-se na nossa newsletter

Vamos te enviar os melhores insights
Oops! Something went wrong.
Não se preocupe, não vamos te mandar SPAM!