Como usar Scrum com outros métodos

Uma das maiores vantagens do Scrum é a flexibilidade. Vamos te dar um exemplo na prática, te ensinando como usar Scrum com outros métodos.

A gente já falou algumas vezes para vocês sobre o Scrum, suas vantagens e como usá-lo. Diversas vezes, ressaltamos uma das melhores vantagens desse framework, a adaptabilidade. Para te dar um exemplo na prática de como esse método é flexível, hoje vamos te ensinar como usar o Scrum com outros métodos.

Uma pequena história sobre Scrum e ineficiências

Você não quer que seus times desperdicem tempo, trabalho nem esforços, certo? Isso acontece quando você trabalha somente no nível operacional, sem nenhuma visão e facilitação de outros níveis de gestão.

Quando um colaborador realiza uma tarefa somente por realizar e não sabe o motivo, ele pode, muitas vezes, não realizá-la da melhor maneira. Por exemplo, digamos que você delegue a ele a tarefa de "comprar flores para um casamento" e ele compre rosas. Operacionalmente ele fez exatamente o que foi pedido, mas caso ele soubesse de quem era o casamento e quem era a noiva, ele soubesse que ela preferia tulipas, e isso poderia ser resolvido utilizando o nível tático, ao relacionar a tarefa a uma entrega chamada "decorar o casamento da Maria".

Entendendo esse exemplo, conseguimos fazer uma conexão com o Scrum. Se utilizarmos somente esse método, nós acabamos focando somente no operacional e gerando desperdícios e ineficiências.

Isso quer dizer que o Scrum é inútil e não deve ser utilizado? De jeito nenhum! Só precisamos entender como usar o Scrum da melhor maneira para encaixá-lo com nossos interesses.

Sobre níveis de gestão

Aqui no Roads, gostamos de dizer que trabalhar duro não é a mesma coisa de trabalhar de maneira inteligente. Para trabalharmos de maneira inteligente, precisamos usar os 3 níveis de gestão existentes: estratégico, tático e operacional.

A necessidade de se utilizar esses níveis é a de adequar o nível de complexidade do trabalho para quem irá trabalhar em cada um deles. Por exemplo, em uma empresa que já trabalha com uma cultura Ágil, o nível estratégico costuma ser trabalhado por diretores ou C-levels, enquanto o nível tático é trabalhado pelos Product Owners, com o apoio dos Scrum Masters, e no nível operacional quem realiza as tarefas são os Desenvolvedores (Time Scrum), também com a ajuda dos Scrum Masters.

Pensando em uma empresa mais tradicional, quem trabalha no nível estratégico continua sendo os diretores ou C-levels, enquanto quem está no nível tático costuma ser os coordenadores de áreas ou gestores, e os responsáveis por cargos operacionais realizam as tarefas.

O nível estratégico é utilizado para definir onde nós queremos chegar como time ou empresa e como mediremos o progresso em direção a ele. No nível tático, nós pensamos em quais entregas podem ser realizadas para chegarmos nos objetivos que criamos na estratégia, além de desmembrar essas entregas em tarefas para o operacional. Já no nível operacional, o objetivo é cumprir as tarefas, que irão gerar as entregas e impactar diretamente nos objetivos previamente definidos.

Como fazer isso na prática

Por aqui, nós utilizamos outros dois métodos em conjunto com o Scrum para atingirmos os melhores resultados: OKRs para o nível estratégico e Milestones para o nível tático.

A cada 3 meses, definimos o direcionamento da empresa como um todo, seus objetivos e resultados-chave e após isso trabalhamos em como cada time pode contribuir para esses OKRs, criando seus próprios objetivos e resultados-chave.

Depois, no nível tático, a cada mês pensamos em quais entregas podemos realizar que achamos que irão impactar positivamente os resultados que queremos atingir, e, após definir isso, quebramos essas Milestones em tarefas menores. Cada Milestone tem que, em 99% das vezes, estar ligada a um resultado-chave.

Agora sim, no nível operacional, utilizamos o Scrum para termos uma melhoria contínua e trabalhar de maneira ágil, tendo feedbacks dos níveis tático e operacional para isso, de modo que cada colaborador saiba exatamente como aquela tarefa impacta em uma entrega, como aquela entrega impacta nos objetivos do seu time e em última instância, da empresa.

Sabemos e entendemos que quando se tem clareza do que se quer atingir e de como está afetando positivamente nos resultados, os colaboradores trabalham com mais propósito, são mais felizes e trazem cada vez mais resultados para a empresa como um todo.

E agora?

Agora, você já sabe como usar o Scrum com outros métodos e está alguns passos mais perto da melhor gestão que você pode conseguir. Se você quer continuar nesse caminho, conte com o Roads!

Receba os melhores insights para a gestão do seu negócio.

Increva-se na Newsletter!

Vamos te enviar os melhores insights
Oops! Something went wrong.
Não se preocupe, não vamos te mandar SPAM!