Como fazer seu planejamento estratégico

Hoje te ensinaremos como fazer seu planejamento estratégico de maneira a alcançar o melhor de seu negócio, com metas e objetivos bem alinhados.

Já te falamos sobre a importância de ter bem planejadas as metas de sua empresa e hoje te ensinaremos como fazer seu planejamento estratégico de maneira a alcançar o melhor de seu negócio.

A partir de algumas etapas, você consegue fazer isso de maneira simples e sucinta.

No Roads, alcançamos isso alinhando OKRs, a nível estratégico, Milestones a nível tático e Scrum a nível operacional.  Vamos te mostrar como você também pode fazer isso.

1. Faça uma autoanálise

Antes de começar, é muito importante entender a que pé você está. Analise a situação atual da sua empresa: quais são suas dificuldades, fraquezas, forças e onde você quer chegar.

Para realizar esse diagnóstico, leve em consideração os fatores mais relevantes ao funcionamento do seu negócio: o que vocês oferecem,  qual a posição vocês ocupam no mercado, como anda a satisfação dos seus clientes e colaboradores.

Você pode realizar uma sessão de brainstorming, ou seja, uma reunião onde pessoas relevantes ao assunto a ser tratado e debatem e apresentam vários pontos importantes, ideias e ações a serem executadas.

Nesse brainstorming, você pode facilitar a sua busca por respostas se valendo do método de análise SWOT. Consiste em pensar e refletir sobre suas forças, fraquezas, oportunidades e ameaças de maneira sistêmica.

  • Strengths (Forças): pense em tudo aquilo que você faz de melhor, quais suas vantagens sobre os concorrentes, boas práticas empresariais e métodos eficientes;
  • Weaknesses (Fraquezas): pense em cada uma das suas dificuldades e pontos fracos, bem como tudo que afeta o desempenho da sua empresa, negócio ou projeto;
  • Opportunities (Oportunidades): leve em consideração tudo aquilo que pode te favorecer, como mudanças e tendências no mercado, funcionalidades a serem desenvolvidas ou exploradas dentro daquilo que sua empresa oferece, etc;
  • Threats (Ameaças): observe todos os fatores que potencialmente podem prejudicar seu negócio, como crises, concorrentes, etc.

2. Defina seus objetivos e métricas

Agora que você já tem um panorama geral e já sabe onde está, é hora de definir onde quer chegar. Para isso, agora foque em pensar no que você acha que sua empresa precisa: se tornar uma empresa mais lucrativa, se tornar líder no mercado, contornar com segurança a crise econômica, etc.

Pense nos objetivos mais relevantes e escreva-os como suas principais metas. É importante você levar em consideração o que irá mostrar, em números, se se você cumpriu aquele objetivo ou não - ou seja, métricas.

No Roads, traduzimos esses objetivos e métricas em OKRs (Objetivos e Resultados-Chave) a cada trimestre.

Caso você tenha mais dúvidas sobre OKRs, te ensinaremos de forma detalhada o que elas são e como traçá-las. Tomando, por exemplo, o objetivo “contornar com segurança a crise econômica”, podemos pensar em números e resultados que demonstram isso de maneira prática: “reduzir em 15% o prejuízo financeiro”, “aumentar o nível de satisfação do cliente com NPS>75”, etc.

De maneira simples e rápida, você acabou de definir um OKR para sua empresa! Viu como é fácil?

Você já tem seu primeiro OKR: “Contornar com segurança a crise econômica, reduzindo em 15% o prejuízo financeiro e aumentar o nível de satisfação do cliente para NPS>75”.  

Se você ainda não pegou a “manha”, basta ter em mente a seguinte frase, conhecida como fórmula de Doerr:

EU VOU Y (objetivo), QUE SERÁ MEDIDO POR X (resultado).

3. Crie um Plano de Ação

Agora é a hora de você definir quais serão as ações que serão necessárias para alcançar seus objetivos. Para isso, pense quais serão as práticas concretas que te levarão ao resultado que você deseja.

Continuando com o exemplo do passo anterior: Para contornar a crise financeira e aumentar a satisfação do cliente, você pode planejar diversas ações a serem entregues.

No Roads, chamamos essas entregas de Milestones: são o conjunto de ações a serem realizadas a fim de um determinado propósito. Um exemplo de Milestone para aumentar a satisfação do cliente: “implementar um programa de cashback”. Por mais que isso seja uma única entrega, ela demandará de diversas ações para que se torne completa.

É a partir daí que se traçam quais serão as tarefas necessárias para finalizarmos o seu plano de ação.

4. Execute seu plano

Agora é a hora de agir! Você já tem em mente o que você busca e já sabe como pode alcançar seu objetivo.

Seu próximo passo é tirar o seu planejamento do papel, e para isso você precisa realizar todas as tarefas que julgou serem importantes para o seu objetivo.

Aqui, nós trazemos os ciclos de Scrum para nos guiar na execução de cada uma dessas tarefas. O Scrum é muito fácil de aprender e ser implementado.

Em determinados períodos de tempo, frequentemente duas semanas, separamos por ordem de prioridade quais ações serão realizadas e quem as executará. Suas entregas se darão de forma incremental, ou seja, “pedaço por pedaço”, novas partes de um todo vão se unindo como um quebra cabeça para produzir aquilo que você deseja.

5. Analise seus resultados

Por fim, verificamos nossos resultados em busca dos aprendizados sobre quais foram nossas melhores práticas e também nossos principais erros, em um processo chamado melhoria contínua.

Isso nos permite não só aprender a fazer as coisas de forma mais eficiente, mas a errar e poder consertar nossos erros de forma rápida e eficaz, não comprometendo nossos processos como um todo.

É nisso que consiste a melhoria contínua: é a oportunidade de crescer ao ver onde estamos errando e acertando. Com ela, somos flexíveis para nos adaptar de acordo com o que nossas metas demandam.

Essa etapa deve ser realizada constantemente para que nossa melhora seja exponencial. Seja ao terminar um ciclo de Scrum, onde aprenderemos com nossos erros e bons resultados, seja ao fim de nossas entregas, onde vemos o que deu certo ou não, e por fim com nossos OKRs, que podem nos mostrar se estamos no caminho certo para a evolução a partir de nossos resultados.

6. Construa o próximo ciclo

Chegou o momento de colher os frutos do seu planejamento estratégico e dar continuidade aos seus sonhos. Avalie se as métricas que você traçou no começo do seu ciclo foram eficazes, e a partir daí proponha novos indicadores e planos para o ciclo que estará por vir, tomando como base o conhecimento obtido de seu ciclo anterior.

Ao entender o que obtemos com nosso planejamento estratégico, podemos seguir dando continuidade a ele com novos ciclos e novas metas, focando sempre na melhoria contínua.

Agora que você já sabe como fazer seu planejamento estratégico, foque no caminho restante que você quer percorrer para o futuro. Conte com o Roads para desenvolver cada passo da sua jornada!

Inscreva-se na nossa newsletter

Vamos te enviar os melhores insights
Algo deu errado.